2

Música: Janelle Monáe

Ela é jovem, negra, bonita, autêntica, norte-americana. Dança como James Brown, se veste sempre de preto e branco (geralmente com smoking, gravata borboleta e sapato bicolor) e canta como Michael Jackson.
Isso mesmo. Canta como um jovem Jackson.
Muitas referências? Exagero? Talvez. Exatamente por isso, vale muito a pena ouvir o primeiro álbum de Janelle Monáe, cantora de 24 anos nascida no Kansas (EUA) e radicada em Nova York.

Capa do disco "The Archandroid"
The Archandroid, disco que ainda não chegou ao Brasil, começa com uma “overture” típica de sinfonias clássicas: muitas cordas e sopros dramáticos dão o tom do que virá a seguir.

Já na segunda música, Dance or Die, tudo está diferente: é hora de mexer o esqueleto. Destaque também para Cold War e Faster.
O disco, que conta a história de uma espécie de andróide encarnado por Janelle, tem um clima similar aos CDs de “new soul” lançados por nomes como Amy Winehouse, Duffy, Estelle, Adele e Sharon Jones.
Ao mesmo tempo, deve muito a divas da black music como Aretha Franklin, Erykah Badu e Lauryn Hill, assim como não nega sua herança do hip hop. Ou seja: a música negra norte-americana é o “lance” para Janelle, que, como muitas outras, começou cantando no coral da igreja.

Vale assistir ao clipe de Tightrope, que conta com a participação de Big Boi, do grupo Outkast, responsável por “tirar” Janelle de um barzinho de Atlanta e levá-la para o lugar merecido: o estrelato. A garota arrasa!

2 comentários:

Fernnandah Criloura disse...

Linda, eu a adoro! Inclusive lá no Criloura fiz um especial dela.

http://criloura.blogspot.com/2010/06/janelle-monae.html

Beijos.

ps: Visite meu canal no YouTube: www.youtube.com.br/fernnandahcriloura

Blog Consuma com Moderação disse...

Oi Denize!
Nossa é linda mesmo, adorei!
Beijos, adorei conhecer seu blog, virei seguidora!